Área de Concentração

Produção do Espaço e Meio Ambiente

O homem tem construído a sua espacialidade, desde os tempos remotos, através de um processo de interação constante com a natureza, transformando-a mediante o seu trabalho e, simultaneamente, construindo-se também enquanto ser social nesta relação. Na Geografia, a relação homem-natureza torna-se, em verdade, elemento estruturante de seu discurso, pano de fundo na elaboração de suas categorias, conceitos e recorte de objeto. Estudos mais sistemáticos acerca desta relação, permeados por importantes fontes filosóficas, foram desenvolvidos na Geografia a partir do século XIX, principalmente com Alexander von Humboldt (1769-1859) e seu viés ecológico, e com Friedrich Ratzel (1844-1904) e sua proposta inovadora de uma ciência que abrangesse a relação homem-natureza ao longo da história. Nesta perspectiva, rompendo com o discurso dualístico que separa as Ciências ditas Humanas das Naturais, a Geografia procura espacializar suas pesquisas buscando inter-relacionar os chamados estudos físicos com os "humanos", os temas vinculados ao desenvolvimento econômico e territorial com os da dinâmica ambiental. É nesse intuito que o Programa propõe as duas linhas de pesquisa que seguem.