Histórico

O PPGH iniciou suas atividades com o Curso de Mestrado em História, autorizado pela CAPES através do Parecer APCN 1836, de 15/09/2005. A elaboração da proposta teve como lastro o Curso de Graduação de História (autorizado pelo Parecer do CEE nº 101/1980 e pelo Decreto Federal nº 85.056/1980), iniciando em 1980 o investimento institucional na qualificação do corpo docente e na verticalização. As parcerias interinstitucionais também foram de suma importância, destacando-se a implantação do Programa Interinstitucional UFF/Unioeste, pelo qual a Universidade Federal Fluminense ofereceu um Curso de Pós-Graduação em História Social, em nível de Mestrado e Doutorado. O Programa iniciou suas atividades em julho de 2000, aprovando, na primeira seleção, 16 alunos para o mestrado e nove para o doutorado. Em março de 2001 ingressaram mais 11 alunos, aprovados na segunda seleção, feita exclusivamente para o Mestrado. O total de alunos incorporado ao Programa Interinstitucional UFF/Unioeste foi de 36 (trinta e seis). O Programa recebeu auxílio da Capes e do governo do estado do Paraná, dentro do Plano Sul de Pós-Graduação, envolvendo a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Paraná e a Fundação Araucária. Foram titulados, entre os anos de 2000-2005, 27 mestres e 7 doutores, sendo 3 deles docentes da Unioeste, que integram atualmente o corpo docente do PPGH, ao total 18 docente no Programa. Em dezembro de 2014 foi autorizado o Curso de Doutorado em História pela CAPES. As atividsades do Curso iniciaram no segundo semestre de 2015. O PPGH tem como área de concentração História, Poder e Práticas Sociais, afirmando-se como um espaço de produção do conhecimento historiográfico em diferentes perspectivas e abordagens. A definição dessa área de concentração proveio da formação do corpo docente, do seu amadurecimento por meio de esforços de qualificação e das atividades desempenhadas no ensino, pesquisa e extensão. Essas atividades articulam-se às demandas de compreensão da realidade, engendradas no âmbito local e regional, no interior do curso de Graduação em História, nos cursos de Especialização e em muitas outras atividades acadêmicas realizadas nos últimos anos, com destaque para a revista Tempos Históricos, Qualis A2 - CAPES, e a Revista Espaço Plural, Qualis B4 - CAPES. O PPGH articula pesquisas em torno das relações entre História, Poder e Práticas Sociais, afirmando-se como um espaço de produção do conhecimento historiográfico em diferentes perspectivas e abordagens. Reúne pesquisadores que têm realizado investigações no âmbito das linhas Trabalho e Movimentos Sociais, Cultura e Identidades e Estado e Poder, articulando discussões sobre as diferentes relações de poder e as práticas sociais historicamente construídas. Apreendem-se as relações entre história e poder de forma ampla, presentes nas diversas dimensões da vida social, da cultura, da política e da economia, bem como as múltiplas práticas de contestação, de subordinação ou de consenso. Nas relações entre história e práticas sociais, abrem-se possibilidades de compreender os processos sociais vividos e construídos por sujeitos, individuais e coletivos, em meio a tensões e conflitos, historicamente experimentados e reelaborados; bem como as construções de sentidos, em suas diversas formas de expressão, manifestas em diferentes práticas e linguagens. Tais perspectivas reunidas em torno desta área de concentração buscam somar, interagir e complementar diferentes reflexões teórico-metodológicas no campo da História. A definição por essa Área de Concentração proveio da formação do corpo docente e do seu amadurecimento por meio de esforços de qualificação, vindo a se consolidar através das atividades realizadas no programa desde a sua implantação.