Perguntas Frequentes

Quantos créditos são necessários para integralização do Curso?

O número mínimo de créditos exigidos no Programa é de 48 (quarenta e oito), seguindo a seguinte distribuição: 06 (seis) créditos em disciplinas obrigatórias; ao menos 18 (dezoito) créditos em disciplinas eletivas, e 24 (vinte e quatro) créditos atribuídos à aprovação da defesa da dissertação de mestrado.

 

Qual o prazo para prestar o Exame de Qualificação?

Os discentes regulares do Programa devem submeter-se ao exame de qualificação até o final do seu terceiro período letivo, ou seja, até o seu 3º semestre letivo.

 

Qual a diferença entre matrícula regular e matrícula especial?

O discente com matrícula regular possui vínculo com o programa e pode cursar disciplinas, defender dissertação de mestrado e realizar todas atividades do PGEEC, também tendo que cumprir com todas as obrigações e prazos dispostos no regulamento do curso. O discente com matrícula especial não tem vínculo com o programa, podendo somente cursar disciplinas isoladas, que podem ser aproveitadas quando ingressar como discente regular do programa.

 

Quantos créditos podem ser feitos como aluno especial?

O discente especial pode cursar, no máximo, 24 créditos exigidos para o curso em questão. Ou seja, o aluno especial pode fazer todas as disciplinas do programa, mas o Colegiado do Programa é quem decidirá se liberará, ou não, determinada (s) disciplina (s) para aluno especial naquele semestre. O único crédito que o aluno especial não pode cursar é defesa de dissertação.

 

Quantos créditos podem ser feitos de forma simultânea como aluno especial?

Não há limites de créditos para disciplinas. Os únicos créditos que o aluno especial não pode cursar são aqueles que correspondem à dissertação.

 

Qual a validade dos créditos obtidos como aluno especial?

Os créditos obtidos no próprio curso, ou em outros cursos internos ou externos à Unioeste, como aluno regular ou especial, podem ser aproveitados na totalidade, a critério do Colegiado do Programa, desde que a disciplina tenha sido cursada nos últimos 05 (cinco) anos e que o conceito mínimo obtido na disciplina tenha sido ‘B’.

 

Quais disciplinas são eletivas e obrigatórias?

As disciplinas do curso estão caracterizadas como “obrigatórias” ou “eletivas”. Para o aluno regular, a única disciplina obrigatória do Curso é “Pesquisa”. Todas as demais disciplinas são eletivas.

 

Quantas disciplinas de cada tipo precisam ser cursadas?

A única disciplina obrigatória do Programa é “Pesquisa”, que equivale a 6 créditos. Para fechar os créditos em disciplinas o aluno regular ainda precisará concluir 18 créditos. Em relação à quantidade de disciplinas, isso é variável, pois algumas equivalem a 6, 4 ou 2 créditos. O professor orientador do aluno é o responsável por montar o quadro de disciplinas que deverão ser cursadas pelo seu orientando.

 

Quais são os requisitos para obtenção do título de Mestre?

  • Obtenção dos créditos mínimos

  • Aprovação em exame de qualificação

  • Comprovação de proficiência em língua inglesa

  • Defesa e aprovação de sua dissertação

  • Comprovação de produção científica vinculada à dissertação de mestrado, ou seja, publicação de artigos relacionados a pesquisa desenvolvida

  • Entrega da versão definitiva e homologação do colegiado e demais documentos necessários conforme legislação em vigor.

 

Quais documentos são aceitos para comprovar proficiência em língua inglesa?

O discente deve demonstrar proficiência em língua inglesa, através da apresentação de certificado obtido em provas reconhecidas de institutos de idiomas e/ou instituições de ensino reconhecidas, assim como provas apresentadas em outros programas Stricto Sensu, recomendados pela CAPES, com nota mínima três. Fica a critério do colegiado analisar a validade de cada certificado. 

 

A UNIOESTE realiza provas de proficiência?

Atualmente, a Universidade dispõe de alguns projetos de extensão dedicados à certificação em proficiência em língua estrangeira. A seguir, os projetos em funcionamento atualmente:

. PEL - Programa de Ensino de Línguas (clique aqui para mais informações).

. Prestação de Serviço de Certificação em Línguas Estrangeiras (clique aqui para mais informações).

 

O estrangeiro pode ser aluno do Programa?

Sim, mas os candidatos estrangeiros deverão observar alguns procedimentos específicos no processo seletivo e matrícula no curso.

Primeiramente, o candidato deve demonstrar suficiência no idioma português, que lhe permita aproveitar o curso. Esta avaliação será realizada por ocasião da entrevista. Para poder efetivar sua matrícula, observar que:

 

1. Deverá apresentar documentação que comprove a legalidade de sua permanência no Brasil como estudante. Esta comprovação depende da obtenção de visto no país de origem, além do Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) junto a Polícia Federal. Recomenda-se que a solicitação seja encaminhada junto aos órgãos competentes com antecedência (por exemplo, imediatamente após a aprovação no processo seletivo) visando evitar possíveis contratempos. Para poder efetuar sua matrícula, o candidato deverá apresentar ao menos o protocolo de solicitação do RNE.

2. Moradores de Ciudad del Este (PY) e Puerto Iguazu (AR) poderão beneficiar-se da condição de fronteiriços (desde que não fixem residência no Brasil), caso em que ficam dispensados da obtenção do visto. Ainda assim deverão obter o RNE junto a Polícia Federal.

3. Documentos comprobatórios da formação acadêmica deverão ser autenticados pela Embaixada/Consulado brasileiro no país de origem.

4. Se o diploma de graduação não for revalidado no Brasil, este será avaliado por uma comissão de docentes que emitirá parecer quanto sua aceitação ou não.

Da mesma forma que qualquer outro, o candidato estrangeiro pode solicitar bolsa de estudos por ocasião da sua matrícula. O recebimento da bolsa de estudos depende da abertura de conta corrente no Banco do Brasil, procedimento que também exige a solicitação da Carteira de Identidade de Estrangeiro, além do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas), este solicitado via correio à Receita Federal.

 

O Programa dispõe de bolsas de estudo?

A disponibilidade de bolsas depende das agências financiadoras. Os alunos regulares com dedicação exclusiva ao curso de Mestrado poderão candidatar-se a bolsas de estudos do PGEEC. As bolsas de estudos são financiadas por instituições de fomento, dentre as quais se destacam:

. CAPES

. PTI Ciência e Tecnologia

. Fundação Araucária

Todos os procedimentos relativos às bolsas de estudos, especialmente a atribuição de bolsas e o acompanhamento dos alunos contemplados, são realizados pela Comissão de Bolsas. A Comissão de bolsas é regida pelo Regulamento Interno do programa, pela resolução de Pós-Graduação da UNIOESTE e por portaria da CAPES.

 

Quem pode candidatar-se no Processo Seletivo para ser aluno do Mestrado?

Poderão candidatar-se ao curso de Mestrado os egressos de cursos de graduação pleno ou que estejam cursando o último semestre, isto é, estiverem na condição de prováveis formandos.

 

Como é o processo seletivo?

O processo seletivo para ingresso no curso de Mestrado é realizado anualmente, sempre no período de outubro a dezembro. Todo o processo é conduzido por meio de Editais públicos divulgados nesta página, compondo as seguintes etapas:

. Publicação de Edital de abertura de inscrições para o processo seletivo anual.

. Recebimento da documentação dos candidatos.

. Pré-seleção de candidatos a partir da análise da documentação.

. Entrevista com os candidatos pré-selecionados.

. Divulgação da lista final dos candidatos selecionados.

A seleção dos candidatos é baseada na análise dos seguintes documentos:

. Curriculum vitae, no modelo da plataforma Lattes, documentado;

. Histórico escolar do curso de graduação

. Cartas de referência.

 

A entrevista é realizada apenas com os candidatos pré-selecionados, em datas divulgadas no Edital de abertura de inscrições.

 

Quais documentos necessários para participação no processo seletivo para aluno regular?

Em reformulação, aguarde!

 

Se eu for aprovado, como devo proceder para efetivar a minha matrícula?

Os candidatos aprovados no processo seletivo deverão realizar a matrícula no curso de mestrado para efetivar seu ingresso. A matrícula é efetivada pelo aluno na Secretaria do programa, sempre no período de fevereiro a março de cada ano, em datas divulgadas no Edital de divulgação da lista de candidatos aprovados no processo seletivo.

É importante estar atento para o fato de que novos documentos serão exigidos por ocasião da matrícula. Os documentos exigidos também são divulgados no Edital de divulgação da lista de candidatos aprovados no processo seletivo.

O candidato que era provável formando por ocasião do processo seletivo deverá comprovar a conclusão do curso para efetivar sua matrícula. A falta deste documento impede o ingresso no curso.

A não efetivação da matrícula implica na perda da vaga. A autenticação dos documentos poderá ser feita na secretaria acadêmica mediante apresentação dos originais. A matrícula poderá ser efetuada por outrem, desde que haja apresentação de procuração assinada com firma reconhecida em cartório pelo candidato aprovado.

 

Onde são realizadas as aulas?

As aulas são realizadas nas instalações do Parque Tecnológico Itaipu.