Projetos de pesquisa

 

Acesso aos Projetos de Pesquisa e demais informações atualizadas do PREP: link

 

Resumo dos Projetos de Pesquisa

PROJETOS DO PROGRAMA:


 

1) Ampliação do Centro de Pesquisa para os programas de pós-graduação do CECE - Unioeste/Toledo
Ano: 2010
Órgão de fomento: FINEP (Chamada pública de Projetos MCT/FINEP/CT-INFRA - Pró-Infra n° 01/2009)
Financiamento: R$ 1.478.000,00

 

2) Consolidação e fortalecimento do Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - CONFREP
Ano: 2010
Órgão de fomento: FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA (Chamada de projetos n° 17/2009 - programa de apoio à verticalização do ensino superior estadual)
Financiamento: auxílio à pos-graduação stricto sensu
Valor: R$ 23.000,00

 

3) Fortalecimento de recursos humanos, produção do conhecimento científico e desenvolvimento de inovações tecnológicas na área de Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - FREP
Ano: 2010
Órgão de fomento: FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA ( Chamada de Projetos n° 16/2009 - Programa de apoio à verticalização do ensino superior estadual)
Financiamento: 01 bolsa de mestrado, com duração de 24 meses
Valor: R$ 28.800,00

 

4) Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Agronegócio; Programa de Pós-Graduação em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Ano: 2009
Órgão de fomento: CAPES (Edital n° 11/2009 - Pró-equipamentos institucional)
Financiamento: equipamentos
Valor: R$ 28.029,00

 

5) Suplementação de vitamina B12 em dietas para o jundiá Rhamdia voulezi
Ano: 2009
Órgão de fomento: CAPES/FINEP (Edital MEC/CAPES e MCT/FINEP - Programa Nacional de Pós-doutorado - PNPD/2009)
Financiamento: 02 bolsas de pós-doutorado, com duração de 53 meses
Valor: R$ 60.000,00
 
6)  Ampliação e fortalecimento de recursos humanos, produção do conhecimento científico e desenvolvimento de inovações   tecnológicas na área de Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - AFREP
Ano: 2008
Órgão de fomento: FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA (Chamada de Projetos n° 06/2008 - bolsas de mestrado e doutorado aos programas de pós-graduaçãostricto sensu)
Financiamento: 02 bolsas de mestrado, com duração de 24 meses
Valor: R$ 24.000,00
 
7) Consolidação e fortalecimento do Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - CONFREP
Ano: 2008
Órgão de fomento: FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA (Chamada de Projetos n° 13/2008 - Programa de auxílio a pós-graduação stricto sensu)
Valor financiado: R$ 14.000,00
 

 

PROJETOS DE DOCENTES DO PROGRAMA:


LINHA DE PESQUISA:
AQÜICULTURA
Projeto:    Digestibilidade de alimentos com certificação de origem orgânica e avaliação de rações orgânicas para peixes.
Coordenador:Prof. Dr. Wilson Rogério Boscolo
Descrição: O presente projeto tem por objetivo avaliar ingredientes certificados de origem orgânica na alimentação de tilápias do Nilo e a capacitação de técnicos quanto a formulação e processamento de rações orgânicas para peixes.
 
Projeto:    Desenvolvimento de pesquisas relacionadas a produção de peixes em sistema de tanques-rede no reservatório de ITAIPU.
Coordenador:Prof. Dr. Wilson Rogério Boscolo
Descrição: Pesquisar aspectos zootécnicos e econômicos relacionados a produção de peixes em sistema de tanques-rede no reservatório de ITAIPU para obter subsídios técnicos e científicos que promovam o desenvolvimento da aqüicultura na área de abrangência do projeto, como também promover a difusão de tecnologia aos produtores e à comunidade técnico-científica.
 
Projeto:    Probióticos (Bacillus subitilis C-3102 e Bacillus ceresuvar. Toyoi) paranas rações de tilápia do Nilo.
Coordenador:Prof. PhD. Nilton Garcia Marengoni
Descrição: O objetivo deste trabalho será avaliar a composição microbiológica de diferentes rações formuladas, desempenho produtivo, colonização intestinal, parâmetros hematológicos e custo médio de produção de alevinos de tilápia do Nilo alimentados com rações contendo probiótico comercial. Serão realizados dois experimentos, divididos em aquários e tanques-rede no Laboratório de Aquicultura do Departamento de Engenharia de Pesca da Unioeste e, no Centro de Pesquisaem Aquicultura Ambiental(CPAA), respectivamente, instituição conveniada à Unioeste, situada no município de Toledo-PR.O probiótico utilizado será um produto comercial contendo no mínimo quatro bilhões unidades formadoras de colônia por grama de cepas deBacillus subtiliseBacillus cereus.Espera proporcionar avanços tecnológicos em cultivos intensivos na tilapicultura, referente à inclusão de probióticos na ração, com intuito de garantir a sanidade dos peixes e diminuir os impactos ambientais com um custo racional de produção.
 
Projeto:    Sistema de tratamentos de efluentes agroindustriais de baixo custo utilizando plantas aquáticas.
Coordenador:Prof. Dr. Wilson Rogério Boscolo
Descrição: Meta1: Laboratório de Análises de Resíduos: Aquisição de equipamentos e realização de análises. Meta 2; Implantação das Unidades de Validação Tecnológica (UVT s): Serviços de deslocamento para monitoramento das atividades nas UVT s. Meta 3: Implantação de um Sistema de Polímero Industrial.


LINHA DE PESQUISA:
MANEJO E CONVERSAÇÃO DE RECURSOS PESQUEIROS DE ÁGUAS INTERIORES
Projeto: Análise Proteômica do Estresse Hídrico em Cafeeiro.
Coordenador: Prof. Dr. Vladimir Pavan Margarido
Descrição: O projeto PROTEOPAR é formado por uma rede de sete laboratórios do estado do Paraná com competência em Biologia Molecular. O projeto pretende identificar proteínas diferencialmente expressas em cafeeiro sob condições de estresse hídrico. A execução do projeto deverá levar a caracterização de genes envolvidos na resistência ao estresse hídrico do cafeeiro, que serão utilizados na criação de novas variedades, contribuindo de maneira significativa com avanços no melhoramento genético desta cultura. Além disso, o conhecimento gerado terá impacto em outras áreas do conhecimento tais como fisiologia e bioquímica vegetal, resultando em maior entendimento da biologia e bases moleculares das interações agronômicas de uma das mais importantes espécies vegetais cultivadas pela agricultura brasileira. A experiência e o conhecimento gerado neste projeto inicial será de grande valia para a análise futura de outros estresses abióticos no cafeeiro e em outras espécies vegetais de grande importância para a agricultura brasileira como soja, citrus e feijoeiro.
 
Projeto: Avaliação da ictiofaunae habitats de reprodução no Parque Nacional do Iguaçu e entorno.
Coordenador: Prof. Dr. Sérgio Makrakis
Descrição: O objetivo principal é realizar um amplo levantamento da ictiofauna do Baixo Rio Iguaçu, com ênfase a tributários situados no Parque Nacional do Iguaçu e entorno, avaliando as áreas de desova das espécies de peixes, para subsidiar os planos de manejo e conservação das espécies.
 
Projeto: Avaliação de áreas de reprodução e desenvolvimento inicial de peixes e recrutamento de juvenis em tributários dos reservatórios de Porto Primavera, Jupiá e Ilha Solteira, rio Paraná
Coordenadora: Profª Drª Maristela Cavicchioli Makrakis
Descrição: A presente proposta propõe avaliar a importância dos tributários dos reservatórios de Porto Primavera, Jupiá e Ilha Solteira, localizados no trecho superior do rio Paraná, como habitats de reprodução, desenvolvimento inicial e crescimento de espécies peixes, com ênfase as migradoras.
 
Projeto: Avaliação de áreas de reproduçãoe desenvolvimento inicial de peixes em habitats possivelmente fragmentados pelas tubulações construídas nas rodovias vicinais asfaltadas, região do município de Toledo-PR.
Coordenadora: Profª Drª Maristela Cavicchioli Makrakis
Descrição: A presente proposta propõe identificar áreas de reprodução e desenvolvimento inicial de peixes em riachos, possivelmente fragmentados pelas tubulações construídas em estradas vicinais asfaltadas, existentes na região em torno da cidade de Toledo – PR, visando obter informações sobre possíveis impactos causados por essas estruturas.
 
Projeto: Biodiversidade em ambientes aquáticos e suas implicações no manejo e conservação dos recursos naturais, Parque Nacional do Iguaçu.
Coordenadora:Profª Drª Norma Catarina Bueno
Descrição: O projeto visa promover o fortalecimento do conhecimento científico e o desenvolvimento de inovações tecnológicas através do entendimento da biodiversidade florística das comunidades bioindicadoras (comunidade fitoplanctônica, perifítica e de macrófitas aquáticas) em três estações de amostragem, Parque Nacional do Iguaçu (PNI).
 
Projeto: Citogenética Básica e Molecular em Espécies de Peixes do rio Piquiri com Ênfase à Ictiofauna Endêmica.
Coordenador:Prof. Dr. Vladimir Pavan Margarido
Descrição: A citogenética envolve dois tipos principais de análises: nível básico, envolvendo a identificação de número e morfologia cromossômicos, descrição e localização de marcadores cromossômicos, e nível refinado de análise, envolvendo citogenética molecular. Alguns dos diversos aspectos abordados na análise básica dos dados tem sido (1) a caracterização cariotípica e identificação de novas espécies, (2) a distinção de espécies crípticas, o que contribui para verificação de uma maior biodiversidade, (3) busca de marcadores populacionais, proposição de (4) relações filogenéticas entre espécies e de (5) mecanismos evolutivos envolvidos durante o processo de especiação. O rio Piquiri possui características peculiares na sua geomorfologia percorrendo trechos em revelo bastante íngreme, (rico em corredeiras, saltos, remansos e estreitos) apresenta também trechos com mata ciliar nativa; refletindo diretamente na composição e abundancia de sua ictiofauna. Recentemente foram descobertas espécies endêmicas, sendo que uma delas foi estudada pela citogenética (trabalho no prelo) e apresentou um sistema de cromossomos sexuais simples ZZ/ZW inédito para o gênero Apareiodon, estes dados corroboraram para o reconhecimento e identificação de uma nova espécie, resultando na descrição de Apareiodon vladii por Pavanelli (2006). Estes resultados, embora preliminares, preconizam a necessidade urgente de implementar estudos citotaxonômicos na ictiofauna do rio Piquiri, uma vez que esta já demonstra um grau de diferenciação da ictiofauna da bacia do rio Paraná, na qual o rio Piquiri está inserido. O presente trabalho tem por objetivo caracterizar através do cariótipo de espécies de peixes coletadas no rio Piquiri, comparando-se com os dados existentes na literatura, abordando os aspectos acima citados (1-5), utilizando o nível básico de análise e, quando necessário, o nível refinado de análise, através da hibridização in situ fluorescente com sondas de rDNA 18S e 5S (FISH rDNA). Depois de ob.
 
Projeto: Citogenética e genética de peixes em regiões impactadas, com ênfase em cabeceiras de rios. O modelo Alto São Francisco-MG.
Coordenador: Prof. Dr. Vladimir Pavan Margarido
Descrição: Estudos em desenvolvimento no Laboratório de Citogenética e Biodiversidade da UFSCar têm mostrado que a Citogenética é um instrumento adicional valioso para a Taxonomia, notadamente na identificação de espécies problemáticas presentes na bacia do São Francisco. O presente projeto enfoca estudos citogenéticos/genéticos em peixes de regiões de cabeceira e de transposição de rios (como a do rio Piumhi, originalmente da bacia do rio Grande, para a bacia do rio São Francisco). As principais metas a serem atingidas são: 1) a caracterização da ictiofauna residente no Alto São Francisco e lagoas marginais, com ênfase na bacia do rio Samburá, hoje reconhecido como sua real nascente geográfica, utilizando marcadores cromossômicos e de DNA mitocondrial, em espécies de Characiformes e Siluriformes. 2) a continuidade dos estudos citogenéticos e genéticos (em andamento), englobando espécies de peixes na área da transposição do rio Piumhi. Os dados obtidos serão importantes não só para a caracterização da biodiversidade ictiológica da bacia do São Francisco, como também de possíveis grupos endêmicos, invasores e/ou crípticos na região. Dados preliminares já vêm evidenciando a ocorrência de algumas espécies invasoras da bacia do rio Grande para a bacia do São Francisco, na região da transposição do rio Piumhi. Assim, além da caracterização citogenética/genética das espécies regionais e sua biodiversidade, poderão ser inferidos os efeitos da ação antrópica no Alto São Francisco, notadamente quanto à presença de espécies invasoras associadas com a transposição e desvio de rios e alterações de lagoas marginais. Poucos estudos foram realizados em relação ao rio Samburá e afluentes, principais rotas migratórias dos peixes durante a piracema e os mais importantes para a reposição dos cardumes no Alto São Francisco, reforçando a importância dos estudos ora propostos.
 
Projeto: Estudo da migração de peixes no rio Paraná.
Coordenador: Profª Drª Maristela Cavicchioli Makrakis
Descrição: Para ampliar as poucas informações existentes, sobre o comportamento migratório das espécies de peixes de água doce neotropicais, esta pesquisa tem como objetivo avaliar os movimentos migratórios das espécies de peixes do rio Paraná, determinando as migrações lateriais e longitudinais, fornecendo subisídios para o ordenamento e administração pesqueira da bacia do rio Paraná. A pesquisa iniciou-se em 1997, uma parceria entre a Universidade Estadual do Oeste do Paraná, a Itaipu Binacional, a Entidade Binacional Yacyreta e a Companhia Energética de São Paulo (CESP-Primavera/SP). A área de estudo compreende uma secção do rio Paraná localizada entre as cidades de Ayolas (Paraguai) e Rosana (Brasil), abrangendo os reservatórios de Yacyreta (Paraguai/Argentina) e de Itaipu (Brasil/Paraguai), a planície de inundação a montante de Itaipu e a barragem da usina Engenheiro Sérgio Motta - CESP (São Paulo-Mato Grosso do Sul). Para o monitoramento da migração, é empregado o método de marcação e recaptura de peixes. As marcações são feitas com marcas externas hidrostáticas, suturadas posteriormente à nadadeira dorsal. Projeto realizado em parceria com a Itaipu Binacional, Entidade Binacional Yacyreta, a Companhia Energética de São Paulo-CESP.
 
Projeto: Estudo das tubulações em rodovias vicinais asfaltadas como passagens adequadas para peixes neotropicais.
Coordenador: Prof. Dr. Sérgio Makrakis
Descrição: A presente proposta propõe mapear, detalhar e identificar tubulações construídas em estradas vicinais asfaltadas, existentes na região em torno da cidade de Toledo – PR. Serão avaliados a efetividade e eficiência dessas tubulações, com ênfase para aquelas espécies que necessitam realizar movimentos, utilizando-se o sistema RFID e marcas do tipo PIT-tag.
 
Projeto: Estudos da ictiofauna endêmica na área de influência da Usina Hidrelétrica de Mourão.
Coordenador: Prof. Dr. Éder André Gubiani
Descrição: Apresente proposta tem por objetivo fazer o levantamento ictiofaunístico e identificar as áreas de desova das espécies de peixes na área de influência do reservatório de Mourão, fornecendo informações para a tomada de decisões sobre possíveis ações de manejo.
 
Projeto: Flora Neotropica das Characeae.
Coordenadora: Profª Drª Norma Catarina Bueno
Descrição: A família de macroalgas Characeae é encontrada em ambientes de água doce e salobra. Este trabalho é o levantamento florístico da família Characeae na região tropical das Américas. Foram analisadas 375 coleções depositadas em herbários do Brasil, outros países da América do Sul e Central. Até o momento foram identificadas, descritas e ilustradas 60 espécies:Chara vulgarisvar.vulgarisf.vulgarisfoi registrada para Brasil, Peru e México;C.zeylanicavar.sejuntapara Argentina, Brasil e México. As espéciesC. martiana,C. rusbyana,N. clavataeN. golmerianapara Argentina e Brasil.C. indicapara o Brasil e Peru.C.kenoyeripara Brasil e Panamá.C. canescensé restrita ao México. Para o BrasilNitellasubglomeratafoi registrada para 11 estados.C. fibrosavar.hydropityspara 9 estados.N furcatasubsp.mucronatavar.mucronataf.oligospirafoi registrada para 8 estados.N. acuminatapara 7 estados.N. furcatasubsp.furcatavar.sieberif.sieberipara 6 estados.C. hornemaniiaté o momento é restrita para os Estados do Pernambuco e Rio de Janeiro.
 
Projeto: Influência do grau de urbanização sobre a composição e a estrutura da assembléia de peixes em riachos.
Coordenador: Prof. Dr. Éder André Gubiani
Descrição: A avaliação da influência do grau de urbanização sobre a composição e estrutura da assembléia de peixes em riachos urbanizados, representa um aumento no conhecimento dos processos ocorrentes em riachos de primeira ordem, impactados pelas ações antrópicas. Assim, o objetivo desta proposta é analisar a composição e estrutura das assembléias de peixes em três riachos urbanos (Panambi, Pinheirinho e Jacutinga), com diferentes níveis de impacto na cidade de Toledo, Paraná. As amostras de peixes e água serão realizadasem 3 pontos de coleta, durante o período de um ano, com amostragens bimestrais, comauxílio de equipamento de pesca elétrica, através de três capturas sucessivas com unidade de esforço constante (CPUE) sobre um trecho de 40 metros. Serão analisados os dados de peso, número de indivíduos, diversidade e riqueza. Para a determinação da qualidade da água serão analisados o pH,temperatura da água,oxigênio dissolvido, condutividade elétrica, concentração de nitrogênio, fósforo total, DQO e DBO. Também serão analisadas as características físicas e morfológicas de cada riacho (dimensões, morfologia do canal, velocidade de corrente, presença de corredeiras, remansos e poções, granulometria dosubstrato, cobertura vegetal, tipo de vegetação marginal, presença de erosão marginal e declividade das margens). Serão utilizadas análises multivariadas para definir os padrões na composição taxonômica e na sumarização das variáveis abióticas. Os dados de abundância (peso e numérica), serão expressos por hectare de área e correlacionados à qualidade da água e características físicas e morfométricas, sendo o mesmo realizado para riqueza e diversidade.
 
Projeto: Monitoramento dos sistemas de transposição para peixes, escada e elevador, na UHE Engenheiro Sérgio Motta-CESP-Primavera/SP.
Coordenadora: Prof. Dr. Sérgio Makrakis
Descrição: O objetivo do projeto é entender o funcionamento do Elevador e da Escada para peixes da UHE Engenheiro Sérgio Motta-CESP (Primavera-SP), associado ao comportamento das espécies e eficiência na transposição de peixes do rio Paraná, utilizando o sistema RFID e marcas do tipo PIT-tag para o monitoramento da movimentação.
Projeto: Programa de monitoramento e conservação da ictiofauna na área de influência da PCH Ibirama.
Coordenador: Prof. Dr. Éder André Gubiani
Descrição: Avaliar a composição específica (levantamento ictiofaunístico) e a estrutura da assembléia de peixes na área de influência da futura PCH Ibirama, propiciando informações relevantes para a manutenção da biodiversidade e subsídios para futuras ações de manejo e comparações com o período de pós-enchimento do reservatório.