Apresentação

 

O Programa de Pós-Graduação, Stricto Sensu, em Sociedade, Cultura e Fronteiras, nível de Mestrado e Doutorado se propõe qualificar profissionais que desenvolvam, durante o processo de formação, capacidades para coordenar estudos e pesquisas transfronteiriços, na perspectiva de ultrapassar as fronteiras geopolíticas. Estudos que digam respeito à ocupação de um território localizado na fronteira e aos conflitos que dai resultaram; à implantação de projetos de colonização e de obras como a usina de Itaipu; ao desenvolvimento de movimentos e outras organizações sociais, tais como cooperativas, complexos agropecuários e agroindustriais; à questão indígena e de gênero frente ao movimento de colonização; às relações de trabalho tais como as obragens, típicas da região e ao cotidiano dos colonizadores; às relações com os países vizinhos (Paraguai e Argentina) e à perspectiva do MERCOSUL.

A importância e impacto da proposta para a instituição também pode ser vislumbrada no conteúdo que as linhas de pesquisa se propõem investigar. No caso da linha Território, História e Memória investigam-se os artefatos culturais como forma expressiva e interativa de experiências individuais e coletivas para dimensionar espacialidades, o fronteiramento e a territorialidade.

Na linha Linguagem, Cultura e Identidade o objeto são as relações entre linguagem, cultura, sociedade e os processos identitários. A mudança na linguagem como indicadora de mudança social e cultural. As representações e as identidades construídas em processos de interação social.

Por fim, na linha Trabalho, Política e Sociedade a ideia é investigar a colonização e a incorporação da América Latina no modo de produção capitalista. A formação dos Estados nacionais: a cultura política, os regimes, os governos e a evolução das políticas públicas. Os movimentos sociais e sindicais. Os caminhos e as perspectivas da integração dos países latino-americanos.

Acredita-se que esse conjunto de temas e abordagens tratados a partir de uma perspectiva interdisciplinar contribuirá sobremaneira para uma maior inserção da UNIOESTE nas temáticas relacionadas às realidades e interesses comuns dos países que compõem a fronteira, extremo oeste do Paraná, posicionando a instituição e o Campus de Foz do Iguaçu como vanguarda nesse tipo de abordagem.